Na noite de sexta-feira (29/4), no Centro Cultural Maestro José Botinha Maciel, a empresa Ypê Bio, da cidade de Congonhas, apresentou os resultados preliminares do levantamento socioeconômico realizado junto aos moradores e proprietários de terras ao longo da APA - Área de Proteção Ambiental do Córrego da Velha, responsável pelo abastecimento de água da sede do município de Luz.    

O levantamento faz parte do processo de elaboração do Plano de Manejo da APA do Córrego da Velha, uma vez que a Prefeitura de Luz firmou, no ano de 2020, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) no qual o município se comprometeu a elaborar o plano de manejo da APA para fins de regularização do chacreamento Chico da Germana.    

O Plano de manejo é um documento técnico, elaborado a partir de diversos estudos, incluindo diagnósticos do meio físico, biológico e social. Ele estabelece as normas, restrições para o uso, ações a serem desenvolvidas e manejo dos recursos naturais da Unidade de Conservação e seu entorno.

Segundo o secretário de Agricultura, Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Mozart Basílio, a próxima etapa do plano de manejo consiste na elaboração dos diagnósticos ambientais, de prevenção e combate a incêndios florestais, análise de uso público e serviços ambientais e demais benefícios fornecidos pela unidade de conservação; elaboração dos mapas de análise e oficina para apresentação dos resultados finais do diagnóstico e elaboração do pré-zoneamento.